02/03/2014 19:33

Brás tem 4 assassinatos seguidos em onze dias

Todas as vítimas, a última um travesti, foram atingidas no pescoço e uma chegou a ser degolada

Por: Fernando Granato
fernando.granato@diariosp.com.br

Uma equipe do patrulhamento ostensivo da Polícia Militar fazia uma ronda pelo Brás, na região central, por volta das 3h de domingo, quando viu um corpo caído na calçada da Rua Conselheiro Belisário. A vítima era  um travesti. Ela tinha sinais de facada no pescoço. Os policiais ainda chamaram o Samu,  mas o socorro só confirmou que travesti já estava morto. 

O corpo ficou no local até as 15h de ontem e o caso foi registrado no 8 Distrito Policial como homicídio de autor desconhecido. Até o final da tarde de ontem o travesti também não havia sido  identificado porque estava sem documentos. Segundo os policiais do DP, deveria ser enterrado como indigente. 

Este é o quarto caso de assassinato com as mesmas características em 11 dias na região. Entre os mortos  está o saxofonista baiano Allan Dantas dos Prazeres, de 35 anos. Ele foi encontrado morto  no último dia 23, também um domingo, na Rua Oriente. O músico, que ficou conhecido depois de fazer parte da banda de arrocha Latitude 10, foi achado  degolado. Ele vivia em São Paulo e havia participado do aniversário da filha momentos antes.

Baile funk em Barueri termina com uma vítima

Numa noite violenta, pelo menos outras duas pessoas foram assassinadas na Grande São Paulo, além do travesti encontrado morto no Brás (leia ao lado). Após sair de um baile funk na Rua Olga, no Jardim Silveira, em Barueri, na região metropolitana, um homem morreu depois de ser baleado. O crime ocorreu por volta das 5h de ontem.

De acordo com uma moradora do bairro, suas duas sobrinhas foram ao baile e, durante a festa, um motoqueiro chegou, atirou contra as pessoas e fugiu. Houve pânico no local e as adolescentes acabaram sendo pisoteadas. Porém, não se feriram gravemente e foram socorridas por um familiar.  O homem morto estava sem documentos e ainda não havia sido identificado até a tarde de ontem.

Próximo dali, em Itapevi, por volta das 7h de ontem, uma mulher foi achada esfaqueada e morta dentro da sua própria casa, na Rua Fernando de Noronha, no Parque Suburbano. O motivo do crime teria sido uma briga de casal. Segundo a PM, uma vizinha telefonou para a polícia informando que a mulher foi morta pelo marido, que deu vários golpes de faca nela.  Em seguida, o suspeito fugiu. Os nomes da vítima e do suposto agressor não foram divulgados pela polícia.


Compartilhe: