Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Peperômia: saiba tudo sobre o gênero botânico ornamental e acompanhe o guia completo para cuidar da espécie

Salvador, 05 de julho de 2022, por Raíly Fortunato –   Com folhas em formato de coração, a peperômia é um grande gênero botânico com mais de 100 espécies registradas. São espécies originárias principalmente da América Central, América do Sul, Ásia e África. Suas folhagens  são densas, com formato arredondando, carnosas, com tonalidade verde-escura e com nervuras profundas, em um relevo baixo, que as fornecem um aspecto “engomado”. Portanto, são plantas com beleza exuberante, bastante utilizada em decoração de ambientes internos e externos, devido ao seu caráter ornamental.

Desta maneira, continue conosco e descubra tudo sobre a peperômia e os motivos para escolhê-las para a decoração do seu lar. Assim, confira em nosso conteúdo algumas espécies de peperômias, o manejo adequado da espécie, como substrato ideal,  iluminação, rega e muito mais, confira abaixo.

Espécies de peperômias

Peperomia sandersii, também chamada peperômia melancia, é uma espécie cujo seu nome faz jus à casca da fruta, ou seja, sua folhagem se assemelha ao exterior da melancia. Nativas da América do Sul, suas  folhas cordiformes  possuem manchas brancas, listras na variação zebra e caule rosado. Já a Peperomia magnoliifolia, também chamada tricolor, é originária da Índia e possui lindas folhas com manchas que podem ser cremes ou verde-claro e os pecíolos e ramos avermelhados.

A Peperômia capareta, por sua vez, tem origem americana e pode conter tonalidades que variam do marrom ao vermelho, com suas folhas redondas e relevo com aspecto enrugado. E não para por aí, em contraste, também existem as variegatas, com folhagens verde-claro, redondas e largas, com mesclagens de verde e amarelo.

Peperômia (reprodução Canva pro)
Peperômia (reprodução Canva pro)

Cuidado com a peperômia

Apesar de serem plantas de fácil cuidado e manutenção, para manter a beleza exuberante das peperômias, é preciso manejar corretamente a planta, atendendo suas necessidades. Assim, confira abaixo como cuidar corretamente da espécie e quais suas exigências:

Substrato e adubação

As peperômias em sua grande maioria são cultivadas em vasos, assim, é ideal que o recipiente contenha substrato bem preparo e rico em matéria orgânica. Portanto, prepare uma mistura com terra vegetal e húmus de minhoca na mesma proporção, caso opte por fazer o replantio do cultivo. Além disso, realize a adubação a cada três meses, podendo apostar nos produtos de origem orgânica, como a  opção indicada acima, além de torta de mamona, farinha de ossos ou compostagem.

Ademais, os vasos também precisam conter furos na base, que garantem o escoamento do excesso de água, evitando o apodrecimento das raízes. Os vasos são capazes de  ressaltar a beleza da planta, portanto, você pode optar por estilo cuia, meia-lua ou origami.

Iluminação e rega

A espécie é considerada uma planta de meia-luz, ou seja, se adapta melhor em ambientes iluminados, mas com sombra parcial. Portanto, são ideais para ambientes internos, desde que as coloque próximas às janelas, ou em para ambientes abertos para garantir sua iluminação.

É ideal regar a planta brandamente, pois, as peperômias conseguem reservar água nas folhas e no tronco. Deste modo, realizar a rega durante três vezes na semana é mais que ideal para a manutenção da espécie. Todavia, em dias mais quentes, você poderá aumentar a irrigação se necessário, observando o aspecto do solo.

Propagação e poda

Para propagar as peperômias não há segredo: você precisará apenas de um ramo da planta e replantá-lo seguindo as orientações quanto ao substrato, adubação e vaso. Ademais, os cuidados seguem o mesmo manejo da iluminação e rega citados acima. Relativo à poda, as peperômias não exigem podas frequentes, apenas de limpeza. Assim, retire apenas as folhagens ressecadas ou doentes, com auxílio de uma tesoura.

Peperômia (reprodução Canva pro)
Peperômia (reprodução Canva pro)

Motivos para escolher a peperômia

Ainda não está convencido de escolher essa linda espécie para seu lar? Iremos, portanto, te dar mais alguns motivos para você se decidir de vez. Confira abaixo razões para apostar no cultivo das peperômias:

  • Elas não ocupam espaço, assim, são ótimas opções para casa pequenas e apartamentos. Ademais, por algumas espécies crescerem em efeito “cascata” são ideias para serem utilizadas em vasos suspensos ou verticais;
  • São plantas de rápido crescimento, ideias para quem tem pressa e gosta de acompanhar o desenvolvimento de sua planta;
  • São fáceis de cuidar, deste modo, como já observado, sua rega não é diária, a iluminação é na medida e a adubação é feita apenas a cada 3 meses.

Por fim, nós do portal Agro Notícias esperamos que você agora saiba tudo sobre a peperômia e os cuidados essenciais para o desenvolvimento da espécie. Ademais, que você aposte no cultivo dessa planta em sua casa e decore o seu ambiente com essa linda espécie ornamental.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais