Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Plantar pitaya em casa ficou muito mais fácil com o nosso guia completo; confira como manejar a espécie

Salvador, 06 de julho de 2022, por Raíly Fortunato. Pitaya ou fruta-do-dragão: essas são as denominações mais comuns para falar da Selenicereus undatus. A espécie originária do México faz parte da família Cactaceae, como as dos cactos, e pode ser encontrada em três variedades, como a amarela, a vermelha e a branca, sendo as últimas as mais comuns. Desta maneira, aprenda você também como plantar pitaya e tenha a sua disposição essa fruta escamosa.

Reunimos para você em nossa matéria o passo a passo de como plantar pitaya em casa. Assim, continue conosco e confira como realizar o plantio da espécie, como realizar a propagação e os cuidados essenciais para o desenvolvimento satisfatório da planta.

Como plantar pitaya em vaso

O plantio da pitaya em vasos é ideal para locais que não dispõe de espaço como apartamentos ou que não possuem canteiros, quintais ou jardins. Portanto, a espécie precisa de um recipiente grande, com tamanho médio de 40 cm para o pleno desenvolvimento das raízes, ademais, o vaso também deve ter furos na base para a drenagem da água. Confira abaixo o passo a passo para realizar o cultivo da pitaya em vasos.

Para a semeadura, o primeiro passo é conseguir as sementes, sejam compradas em casas de jardinagem ou adquiridas a partir do próprio fruto, desde que sejam lavadas e secadas.Selecione o vaso ideal seguindo os critérios acima, assim, é necessário montar uma camada de drenagem com argila expandida ou areia própria para plantas e uma camada de brita.

Em seguida, prepare o substrato com uma mistura em partes iguais de terra vegetal com algum composto orgânico, como húmus de minhoca, por exemplo. Realize a semeadura, colocando as sementes no substrato e finalize cobrindo-as com o restante da mistura. Por fim, faça regas espaçadas para evitar o excesso de água. A germinação, por sua vez, acontece até duas semanas.

Plantar pitaya (reprodução Canva Pro)
Plantar pitaya (reprodução Canva Pro)

Formação de mudas

A propagação da pitaya pode ser realizada através da semeadura ou pelo método de estaquia. Para a semeadura, siga os métodos indicados acima, mas o plantio será feito nas sementeiras. Assim, após a germinação e mais cinco meses de desenvolvimento das mudas,  você já poderá transplantá-las para o vaso definitivo.

A estaquia, por sua vez, é um método eu consiste em multiplicar a planta através da utilização de suas partes vegetativas. Desta maneira, você precisará fazer a retirada de forma cuidadosa da planta mãe e plantar em um ambiente escuro. Ademais, o solo precisa ter bom escoamento da água, ou seja, ser bem drenado e a rega necessita ser feita diariamente. Desta forma, quando as mudas atingirem o tamanho ideal, você já poderá transferi-las para algum recipiente.

Dicas e cuidados

A espécie não é muito exigente, porém, para o desenvolvimento satisfatório dos seus frutos, é necessário manter uma breve rotina de cuidados. Desta maneira, confira os pontos essenciais que vão garantir bons frutos para sua planta, confira abaixo.

A pitaya tem um melhor desenvolvimento em temperaturas que variam entre 18 e 26 °C em ambiente menos úmido. Assim, em locais mais frios e de caráter úmido, opte por fazer o plantio em estufas. O fruto também necessita de exposição direta do sol, com iluminação diária de no mínimo 10 horas. Assim, caso realize o plantio em ambientes fechados, mantenha o vaso em sacadas ou janelas.

Regue a planta de forma que o solo se torne umedecido, porém, sem excesso de água, o que pode levar ao apodrecimento das raízes. Portanto, regue de duas a três vezes na semana ou conforme a necessidade do solo.

Adube a planta três vezes ao ano, nos meses de junho, setembro e dezembro, respectivamente. Você pode apostar em adubos de origem orgânica, como o húmus de minhoca, farinha de ossos ou torta de mamona, por exemplo.

Por fim, nós do portal Agro Notícias esperamos que você tenha acompanhado todo o passo a passo de como plantar pitaya em casa de forma eficiente. Ademais, que você saiba também os cuidados essenciais que vão garantir o crescimento saudável da sua planta.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais