Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Alta da Selic está no fim? Confira reuniões do Banco Central e o que esperar dos juros no Brasil

Saber sobre o fluxo da taxa básica de juros é essencial para cuidar do seu dinheiro

São Paulo, 4 de agosto, por Cristiane Luzio Rodrigues – a tendência de alta da Selic – a ferramenta de controle inflacionário gerida pelo Banco Central (BC) – está se encerrando. Sendo assim, essencial que saiba exatamente como foram as últimas reuniões do Copom e suas projeções para o futuro.

Nesse sentido, o Diário Superpix mostrará as recentes oscilações da taxa Selic e quais são suas principais funções na economia brasileira.

O que é a Selic?

Em suma, a Selic é a taxa básica de controle inflacionário, que é dirigida pelo Banco Central do Brasil. Uma das finalidades dela é equilibrar a inflação com os juros.

O Comitê de Política Monetária (Copom) – que realiza suas reuniões às terças e quartas-feiras, publicando a ata na terça-feira posterior, às 8 horas – é um órgão que tem como uma das finalidades, determinar a taxa básica de juros do Brasil.

Ao que tudo indica, depois das últimas reuniões do Copom, a alta da Selic se dará por finalizada, após mais de um ano de forte compressão monetária no território brasileiro, em que houve um aumento de mais de 10% na taxa, somente neste último ano, entre 2021 e 2022. Comparando ao mesmo período do ano anterior, a Selic estava em torno de 2% e 2,5%.

Alta da Selic está no fim? Confira reuniões do Banco Central e o que esperar dos juros no Brasil (imagem Pixabay)
Alta da Selic está no fim? Confira reuniões do Banco Central e o que esperar dos juros no Brasil (imagem Pixabay)

O que esperar da Selic?

Nesse sentido, é possível provisionar novas perspectivas para os juros básicos da economia brasileira, que tendem a passar por novos balanceamentos em 2023.

Espera-se, portanto, que os juros desencadeiem uma redução a partir de junho do próximo ano, finalizando em 10,75% ao ano – atualmente, consta como previsão o encerramento de 2022 no mesmo patamar de hoje, ou seja, em 13,75% ao ano. Entretanto, vivemos um cenário de economia instável e, infelizmente, oscilações entre juros e inflação estão previstas durante os próximos meses.

Ainda, especialistas já têm uma previsão para o primeiro semestre de 2024. A expectativa é de redução no ciclo de altas da Selic, e, então, ela chegue a marca de 9% ao ano.

Alta da Selic é oportunidade de investimentos

Neste ínterim, é previsível que em 2023 o campo dos investidores melhore, uma vez que a curva vai abater essas turbulências. Desse modo, é um bom momento para os investidores se preparem a um novo cenário.

Em contrapartida, se você pretende um financiamento, como, por exemplo, imobiliário, especialistas recomendam aguardar o encerramento de alta da Selic.

Por fim, tendo isso em mente, fique de olho na Selic durante esses próximos momentos, confira os resultados e atas do Banco Central e se concentre nas melhoras que a taxa pode oferecer nos seus investimentos. Saiba aproveitar as oportunidades que o mercado financeiro pode lhe trazer, principalmente nessa época, em que os juros estão em tendência de alta.

Vale o lembrete: sempre mantenha uma carteira de investimentos diversificada, ela lhe trará segurança para suas aplicações. Principalmente, em momentos de economia em crise, como vem acontecendo ultimamente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais