Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Bradesco apresenta lucro de R$ 7 bilhões e ações sobem; veja se é hora de comprar

Balanço foi apresentado essa semana e números surpreenderam analistas

São José do Rio Preto, 5 de agosto de 2022, por Sérgio Carrieri – O Bradesco (BBDC4) reportou ao mercado um lucro recorrente de R$ 7,04 bilhões referentes ao segundo trimestre desse ano. Ou seja, esse número representa um aumento de 11% no faturamento se comparado ao mesmo período de 2021. O balanço foi apresentado pela diretoria do banco nesta quinta-feira, dia 4.

Dessa forma, o Diário Superpix vem trazer mais detalhes desse balanço que inicia a temporada de divulgação de resultados do segundo trimestre. Ainda mais com a grande expectativa de uma recuperação econômica mais robusta por parte dos investidores. Além disso, o Copom (Comitê de Política Monetária), já deu indícios de redução no ciclo de aumento da taxa de juros.

Bradesco apresenta lucro de R$ 7 bilhões e ações sobem; veja se é hora de comprar - Freepik
Bradesco apresenta lucro de R$ 7 bilhões e ações sobem; veja se é hora de comprar – Freepik

Banco Bradesco reporta resultado acima do esperado no segundo trimestre

O resultado veio acima do esperado, já que as projeções dos analistas indicavam um faturamento de R$ 6,78 bilhões. Segundo o banco, o resultado veio da boa performance da margem financeira com clientes. Bem como o aumento das receitas com operações de seguros e prestação de serviços.

Somente o valor somado com as receitas de prestação de serviços chegou ao patamar de R$ 9 milhões no segundo trimestre. Ou seja, volume que representa uma alta de 6,7% nos últimos doze meses. E também um aumento de 4,4% quando comparado ao primeiro trimestre desse ano.

Já o PDD (Provisionamento para Devedores Duvidosos), ficou na marca de R$ 48,8 bilhões. Esse valor representa 7,7% da carteira de crédito e com índice de cobertura de títulos vencidos acima de 90 dias de mais de 218%. Uma alta de 52,4% em relação a 2021 e demonstra a robustez financeira da instituição.

Balanço registrou aumento no índice de inadimplência

Por outro lado, se os indicativos de faturamento trouxeram bons números no segundo trimestre, também apontaram um aumento na inadimplência. Na comparação com o primeiro trimestre, houve um avanço de 0,3% no número de devedores acima de 90 dias. Porém, quando comparado a mesmo período de 2021, o índice sobe 1%.

Após a divulgação do balanço, o presidente executivo do Bradesco, Octavio de Lazari Junior, indicava mudanças na avaliação de riscos. Segundo o artigo publicado nesta quinta-feira no Portal InfoMoney, o banco promoveu ajustes nos modelos de riscos de crédito.

O que vai comprometer a velocidade de crescimento da organização, trazendo-a para um ritmo mais moderado. Em contrapartida, manterá a margem de rentabilidade de seus produtos e serviços. E para os investidores e acionistas, é a principal meta de que o Banco deve se preocupar no atual cenário.

E por último, o balanço apresentou que as despesas operacionais ficaram praticamente estáveis no segundo trimestre. Por exemplo, apesar das despesas cresceram 4,9% no acumulado do ano, ficaram abaixo da inflação do período, que foi de 10,07%.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais