Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Leilão de imóveis: entenda como funciona e se vale a pena comprar sua casa em um leilão

Aproveite a oportunidade de um leilão para comprar imóveis mais baratos

Paraipaba, terça-feira, 2 de agosto, por Nonato Vieira ― O leilão é um recurso comercial que visa vender um bem em um curto prazo. Por isso, costuma oferecer os bens por um preço menor do que o valor de mercado. É o que acontece com frequência em um leilão de imóveis.

Nesse sentido, um leilão aparece como uma excelente oportunidade de negócio, tanto para investidores quanto aos interessados em adquirir um imóvel para morar, montar um comércio, etc.

Você vai ver aqui, no Diário Superpix, que o leilão segue regras próprias, onde cada leiloeiro fixa a maneira como vai realizar o mesmo. Assim, é necessário ter o acesso ao edital. Com efeito, é neste documento que o interessado vai conhecer todas as informações sobre o leilão.

As principais regras se referem a data, local e hora do evento, que pode ser virtual ou presencial. Ademais, o edital traz a definição de normas para que o interessado visite o imóvel antes do leilão. Entretanto, nada pode acontecer no leilão que não esteja previsto no edital. Desse modo, o edital é a segurança do interessado, que deve sempre observar o conteúdo do mesmo.

Leilão de imóveis tem quatro modalidades diferentes

Um-leilao-de-imoveis-e-um-investimento-seguro-foto-canva
Um leilão de imoveis é um investimento seguro -foto canva

Uma das principais características de um leilão de imóveis é que ele pode ser judicial, extrajudicial, público ou privado. Enquanto um leilão judicial visa cumprir uma ordem de um juiz, o extrajudicial acontece geralmente por meio de um banco ou financeira. O objetivo é liquidar contratos de alienação fiduciária em atraso.

Por outro lado, um leilão público parte de qualquer órgão da administração pública que queira vender bens que já não tenham serventias para o serviço público, ou qualquer outro motivo que tenham amparo legal. Por sua vez, em um leilão privado o bem pode pertencer a qualquer pessoa física ou jurídica.

Todo leilão deve ser comandado por um leiloeiro autorizado a operar com leilões. Além disso, um leilão de imóveis geralmente ocorre como consequência de dívidas não pagas. Como resultado, há uma urgência na arrecadação e o valor do imóvel pode cair bastante.

Cuidados básicos

Embora um leilão seja uma operação considerada segura, nunca é demais tomar alguns cuidados básicos como, por exemplo, verificar a situação do bem quanto às dívidas de impostos, condomínio e outros. O estado de conservação do imóvel também deve passar por uma verificação.

Também é importante constatar se o imóvel já se encontra desocupado. Ainda que todas essas informações façam parte do edital, nunca é demais verificar pessoalmente e, assim, cortar qualquer possibilidade de problemas futuros.

Considerações finais

Quando se fala em leilão de imóveis, a Caixa Econômica Federal (CEF)  é uma autoridade no assunto, e costuma realizar pelo menos um todo ano. O leitor pode encontrar muita informação no site da instituição.

Por fim, o interessado em investir em imóveis, independentemente da finalidade, terá no leilão de imóveis uma boa oportunidade de obter lucros sem correr muitos riscos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais