Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Ocupação da Atividade econômica apresenta alta de 3,4% no trimestre, diz IBGE

Comércio foi um dos setores que puxou o crescimento no período

São José dos Campos-SP, 30 de julho de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – A ocupação da atividade econômica no cenário brasileiro teve aumento neste último trimestre, puxado pelo comércio, com alta de 3,4% no período. Os dados foram divulgados nesta semana pela pesquisa do Pnad Contínua, feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em seguida, ainda de acordo com o levantamento, a indústria foi o segundo setor com maior aumento de ocupação. Desta maneira, registrou aumento de 2,7% no período, o que mostra uma leve recuperação do setor.

Outros ramos de atividade, como saúde, segurança e administração, por exemplo, acumularam juntas uma alta de 4,5% no período trimestral. E o Diariosp vai falar um pouco mais sobre o assunto.

Atividade econômica impactada pelo trabalho presencial

De acordo com Adriana Beringuy, responsável pelo setor de Pesquisas por Amostra de Domicílios, dentro do IBGE, a volta de atividades presenciais impactou diretamente em alguns setores. Por exemplo, foi o caso da educação e também da saúde pública, que levou mais gente para o mercado de trabalho durante este período.

Apesar de os reflexos da pandemia da Covid-19 ainda serem ruins para o mercado, já começa a dar mostrar de melhorar e recuperação. Consequentemente, o Pnad Contínua mostra um cenário mais otimista para o mercado brasileiro.

No entanto, ainda de acordo com os dados da pesquisadora, esses setores de saúde e educação costumam ter aumento neste período. E as únicas vezes que o cenário foi diferente aconteceu justamente no auge da pandemia, entre 2021 e 2022.

Quanto à indústria, mais de 337 mil pessoas ganharam ocupação neste setor durante o último trimestre. Isso refletiu diretamente no aumento de 2,7% da atividade econômica deste nicho no mercado brasileiro.

Ocupação da Atividade econômica apresenta alta de 3,4% no trimestre, diz IBGE. Foto: Canva
Ocupação da Atividade econômica apresenta alta de 3,4% no trimestre, diz IBGE. Foto: Canva

 

Ainda segundo a especialista do IBGE, isso também gerou impacto positivo na geração de empregos com carteira assinada. Isso porque a indústria tem esse histórico de só contratar via CLT. Assim, o impacto no cenário econômico acaba sendo maior.

Construção civil também cresce

Outro setor onde o crescimento da atividade econômica surgiu foi na construção civil. Após um primeiro semestre de muita retração, o setor já teve aumento de 3,8% em sua atividade industrial no período.

Enquanto isso, a chamada força de trabalho também impactou um grande aumento no período. Durante o segundo trimestre de 2022, chegou a 108,3 milhões de trabalhadores. Com isso, o aumento foi de 4% em relação ao mesmo período anterior. Ou seja, uma diferença de 4,1 milhão de trabalhadores a mais.

Por fim, a Pnad Contínua colheu uma amostra de 211 mil domicílios durante este segundo trimestre de 2022. Desde o ano passado, essa coleta voltou a ser feita de forma presencial, por causa da pandemia. Assim, vem fazendo o levantamento dos dados da atividade econômica.

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais