Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Taxa Selic: veja se vale a pena investir na caderneta de poupança

Copom eleva taxa Selic para 13,75% na maior sequência de aumentos já vista

São José do Rio Preto, 4 de agosto de 2022, por Sérgio Carrieri – A Taxa Selic foi novamente elevada nesta quarta-feira pelo Comitê de Política Monetária (Copom). Contudo, como já era esperada pelo mercado, a taxa básica de juros subiu 0,5%. Passando de 13,25% para 13,75% ao ano, sendo este o décimo segundo aumento consecutivo.

Dessa forma, o Diário Superpix vem trazer mais detalhes desse aumento que impacta o bolso de toda a população brasileira. Em primeiro lugar, é bom deixar claro que o aumento da taxa serve para encarecer o crédito e frear o consumo. É um remédio amargo, mas conhecido do mercado em tempos de pressão inflacionária.

Por outro lado, representa a oportunidade de investimentos em aplicações com menor risco que o de renda variável. Por exemplo, os de renda fixa como os CDBs, Tesouro Direto, entre outros, vão oferecer a possibilidade de ganhos maiores e baixo risco. Com esse cenário, os investidores olham com mais atenção para novas possibilidades.

Taxa Selic veja se vale a pena investir na caderneta de poupança - Freepik
Taxa Selic veja se vale a pena investir na caderneta de poupança – Freepik

Com a nova taxa Selic, a poupança será uma boa opção?

Antes de tudo, vale informar que desde 2012 existe uma regra que direciona o rendimento da poupança. Se a Selic estiver abaixo de 8,5% o rendimento da poupança rende 70% ao ano mais a variação da Taxa Referencial (TR). Já quando a Selic está acima desse patamar de 8,5%, como é o caso agora, ela renda pela regra antiga de 0,5% mais a TR.

Porém, analistas de mercado avaliam que a rentabilidade da poupança no Brasil, sempre perde para a inflação. Ou seja, mesmo com a Selic subindo á 13,75% e inflação em dois dígitos, a poupança segue travada no ganho de 6,17% ao ano mais a TR. Não é preciso muita pesquisa para entender o desinteresse da maioria dos grandes investidores.

Atualmente, o mercado avalia outras modalidades de investimentos com um potencial bem superior de retorno. Dentre as mais bem avaliadas podemos destacar as debêntures incentivadas. Que são os títulos LCI (Letras de Crédito Imobiliário) e também os LCA (Letras de Crédito do Agronegócio).

Qual o retorno financeiro de uma aplicação de R$ 1 mil na poupança?

Segundo a Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade), a poupança vai render cerca 7,70% ao ano. Com a nova taxa Selic a 13,75% podemos projetar uma aplicação de R$ 1 mil no período de 12 meses. Conforme artigo publicado nesta quarta-feira no Portal G1, teremos no fim desse prazo, um valor total de R$ 1.077.

Diante disso, podemos facilmente entender que existem outras opções no mercado com retornos bem mais atraentes. Vale destacar ser fundamental buscar a ajuda de um profissional qualificado antes de qualquer investimento. Afinal, a busca por um melhor rendimento pode provocar erros desnecessários com o nosso suado patrimônio.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais