Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Após redução do ICMS, Goiás ostenta a 2ª gasolina mais barata do Brasil

O valor médio da gasolina no estado é de R$6,06

Goiânia, 13 de julho de 2022, por Mário Lobo – Há pouco tempo, o Brasil ostentava uma marca muito ruim: o alto preço dos combustíveis. Os motoristas estavam desesperados sem saber o que fazer para abastecer o carro. Mas, com a redução do ICMS, pelo menos por enquanto essa realidade mudou. E ao invés de fazer uma lista com as gasolinas mais cara do país, a ANP já começou a fazer o levantamento sobre quais são as mais baratas. E os goianos estão tendo muito o que comemorar, pois o estado tem a segunda gasolina mais barata do Brasil.

O alívio entre os goianos com a redução do ICMS foi visível e tem razão. Afinal, o preço médio no estado despencou aproximadamente R$ 1,50. Nesse caso, encher o tanque do carro ficou bem mais barato do que nos dias anteriores. E isso porque estamos tratando de preço médio, mas se o assunto for preço real na bomba, já existem postos em Goiás praticando valores bem abaixo da média. Ou seja, o goiano realmente ganhou fôlego para abastecer o carro com gasolina. Veja no Diário Sp.

Com a redução do ICMS os valores caíram, mas ainda estão altos

A comemoração é válida porque realmente há poucos dias o preço estava insuportável. Porém, é fato que esses ainda estão um tanto elevados. Não a toa a gasolina de Goiás, após a redução do ICMS, está na média de R$ 6,06. E a mais barata, que é do estado do Amapá, onde a média atualmente é de R$ 5,54. Poderia ser menos, já que a carga tributária ainda é alta e há setores do mercado que buscam lucros exorbitantes, mesmo que isso signifique sufocar o cidadão.

Após redução do ICMS, Goiás ostenta a 2ª gasolina mais barata do Brasil - Imagem do Canva
Após redução do ICMS, Goiás ostenta a 2ª gasolina mais barata do Brasil – Imagem do Canva

Mas a sensação de alívio do goianos tem explicação. Goiás figurava entre as gasolinas mais caras do país antes da redução do ICMS. Depois que houve a redução, o preço médio caiu R$ 1,49, sendo que a previsão era que caísse R$ 0,85. A redução no imposto em Goiás foi da ordem de 13%, posto que anteriormente a alíquota do ICMS no estado era de 30%. Em termos gerais isso significa que houve uma redução do ICMS de quase 50% em Goiás. E como isso impacta no valor final, é natural essa queda.

Em alguns locais de Goiás o etanol não está mais compensando em relação à gasolina

Quando os valores estavam nas alturas o etanol estava compensando mais que a gasolina para os goianos. Portanto, quem tinha carro flex passou bastante tempo abastecendo somente no etanol. Mas com a redução do ICMS essa situação está mudando de figura. Em alguns postos de Goiás a gasolina já é mais econômica.

Se você não sabe como fazer essa equação, basta pegar o preço da gasolina e multiplicar por 0,7. Se o preço do etanol estiver mais caro que o resultado dessa conta, então a gasolina está compensando mais. Nesse caso, mesmo que o valor do abastecimento fique mais caro, é melhor abastecer com gasolina. Isso porque o desempenho do carro com gasolina é maior que com etanol. Essa é mais uma mudança que a redução do ICMS provocou.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais