Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Guarda Civil de Goiânia é preso suspeito de furtar dinheiro de uma distribuidora de bebidas

O agente estava auxiliando numa fiscalização ao local

Goiânia, 11 de julho de 2022, por Mário Lobo – Um agente da Guarda Civil de Goiânia foi preso acusado de furtar dinheiro de uma distribuidora de bebidas. Ele estava no local a trabalho, auxiliando em um processo de fiscalização. De repente, conforme as denúncias, pegou o dinheiro e o escondeu em outro local. Uma atitude que não resolveu, porque ele foi descoberto e denunciado pelo crime. Sem ter como se defender, teve de ser conduzido à delegacia de polícia, onde foi interrogado e terminou na cadeia.

A ação na distribuidora de bebidas era uma ocorrência atendida pela AMMA. Vizinhos chamaram os fiscais devido à altura do som no local. Mas, os fiscais chamaram a Guarda Civil para ajudar temendo pela própria segurança. Então, uma equipe se deslocou para o local, estando nela o guarda identificado como Moisés Moreira dos Santos. Chegando, a equipe adentrou à distribuidora para averiguações. Nesse momento, o guarda teria retirado o dinheiro da gaveta e colocado atrás de uma privada. A quantia somava R$133,00. Saiba mais aqui no Diário Sp.

A prática do ato criminoso

Na ação da distribuidora a Guarda Civil estava olhando algumas coisas no interior da loja. Nesse momento, conforme a denúncia, o guarda Moisés se aproximou da gaveta e retirou o dinheiro. Logo depois, ele foi ao banheiro e jogou o maço de dinheiro atrás da privada. O dono da distribuidora, que acompanhava tudo pelas câmeras de segurança, ligou para o funcionário e relatou o fato. Então, o funcionário discretamente falou com outro guarda, que prontamente indagou ao colega se ele havia pegado dinheiro na gaveta.

Guarda Civil de Goiânia é preso suspeito de furtar dinheiro de uma distribuidora de bebidas - Imagem do Canva
Guarda Civil de Goiânia é preso suspeito de furtar dinheiro de uma distribuidora de bebidas – Imagem do Canva

O guarda Moisés negou por mais de uma vez. Entretanto, logo depois, confessou o furto do dinheiro jogado atrás da privada. Os colegas conferiram a informação, viram que de fato o dinheiro estava no local e lhe deram voz de prisão. Em seguida, o conduziram para a central de flagrantes da Polícia Civil, onde ele foi autuado e preso. Nesse momento, o guarda se encontra na carceragem, sob custódia da polícia e à disposição da justiça.

A manifestação do Comando da Guarda Civil de Goiânia

A manifestação do Comando da Guarda Civil de Goiânia veio através de uma nota oficial. Nela, a corporação repudia o ato praticado pelo agente e afirma não compactuar com o desvio de conduta dos seus agentes. Em seguida, reiterou que a própria GCM o conduziu à central de flagrantes e que está colaborando com as investigações.

Em casos como esse, o que se espera das autoridades de fato é uma apuração rigorosa e punição exemplar. A sociedade se manifesta de maneira veemente em relação a isso, pois não aceita que um agente da lei aja como um criminoso. E para não manchar o nome da instituição, clama para que a justiça se faça de maneira rápida e imparcial.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais