Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Idosos representam 16,2% da população paulista; diz Seade

Atualmente, são mais de 7,3 milhões de idosos no estado

São José dos Campos, 07 de julho de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – O estado de São Paulo tem hoje 7,3 milhões de idosos. Os dados foram divulgados nesta semana pela Fundação Seade, que fez um levantamento sobre o assunto e vem divulgando os dados regularmente.

Desta maneira, significa que 16,2% de todos os moradores do estado são idosos. Para efeito de comparação, em 1.950, esse número ficava em 4,4%, segundo os dados divulgados.

Ainda de acordo com o levantamento do Dieese, a taxa de crescimento da população idosa desde 1950 foi de 4,1%. Enquanto isso, durante este tempo, a taxa de crescimento da população em geral foi de 2,2%.

Proporção de idosos

Outro efeito comparativo que mostra o avanço da população idosa é na quantidade a cada 100 habitantes. Por exemplo, em 1950, existiam 11,6 idosos para cada 100 crianças entre 0 e 14 anos no estado de São Paulo. Atualmente, essa proporção aumentou e está em 86,7 idosos para um grupo de cada 100 crianças.

Isso porque o crescimento se acelerou muito, principalmente a partir do ano 2.000. Naquela época, a proporção de idosos a cada 100 jovens paulistas era de 34,1. Com isso, a projeção do Seade é de que, até 2.026, a população idosa no estado de São Paulo chegue a 8,3 milhões de pessoas.

Mulheres são a maioria

Agora, outro dado sobre o envelhecimento é que a maioria desses idosos que vivem em São Paulo são mulheres. Assim, entre 60 e 64 anos, são 54,3% de mulheres. Enquanto isso, essa proporção aumenta para 63,3% quando chegam aos 80 anos.

Isso significa que a expectativa de vida das mulheres é maior que a dos homens dentro do estado. Além disso, os dados são importantes para mostrar o que as autoridades públicas precisam fazer para melhorar a qualidade de vida da população mais idosa.

Afinal de contas, o Diario Sp lembra que, com o crescimento do número de idosos, também aumenta a necessidade de apoio médico e também eventualmente de casas de repouso. Isso sem contar na pressão sobre o sistema previdenciário.

Idosos representam 16,2% da população paulista, diz Seade. Foto: Canva
Idosos representam 16,2% da população paulista, diz Seade. Foto: Canva

Outros números

Portanto, ainda segundo os dados divulgados pelo Seade, a maior concentração de idosos está entre as mulheres de 60 a 64 anos, que representam 1.255.881 pessoas. Em seguida, aparecem os homens de 60 a 64, com representatividade em 1.057.715 pessoas no estado de São Paulo.

Depois, em terceiro lugar, aparece o grupo das mulheres entre 65 e 69 anos, com 1.030.181 pessoas.  Logo em seguida, aparecem os homens de 65 a 69 anos, que estão em 830.961 habitantes no estado.

Por fim, o menor grupo de idosos é dos homens de 80 anos ou mais. Atualmente, eles representam 333.734 pessoas espalhadas pelas mais de 640 cidades paulistas, segundo os dados oficiais da Fundação Seade.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais