Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Polícia Civil de Goiás investiga venezuelano suspeito de abusar de criança de 10 anos

Vítima morava com o suspeito apesar de não ter parentesco com ele

Goiânia, 10 de julho de 2022, por Mário Lobo – A Polícia Civil de Goiás investiga um homem venezuelano suspeito de abusar de uma criança de 10 anos em Anápolis. A menina vive sob os cuidados do suspeito e possivelmente os abusos já vinham acontecendo há algum tempo. Embora não seja possível precisar o tempo, a polícia suspeita que a criança já seja vítima dos abusos desde 2019. A Polícia Militar foi responsável por deter o suspeito e encaminhá-lo para a Central de Flagrantes. Mas como não houve flagrante, ele prestou depoimento e foi liberado depois.

Além da suspeita de abuso contra a menor há ainda a denúncia de que o homem explorava a criança para pedir esmola nos semáforos da cidade. Há um vídeo circulando pelas redes em que a menina aparece carregando uma caixa, que seria uma cesta básica. Caso isso seja confirmado, será mais um agravante para o homem, já que exploração de trabalho infantil também é crime. A Polícia Civil de Goiás trabalha nessas duas linhas de investigação e pretende elucidar o caso o mais depressa possível. Veja detalhes aqui no Diário Sp.

Segundo a Polícia Civil, não há parentesco entre o suspeito e a vítima

Um fato curioso que a Polícia Civil descobriu durante a investigação é que não existe parentesco entre o suspeito e a vítima. De acordo com o que a autoridade policial apurou a menina ficou sob os seus cuidados após o falecimento da mãe da mesma. A moradia é uma espécie de república, onde moram atualmente aproximadamente 10 crianças. Tudo indica que os abusos aconteciam no local, mas também não é possível descartar que ocorressem em outros lugares. Afinal, a criança passava grande parte do dia na companhia do abusador.

Polícia Civil de Goiás investiga venezuelano suspeito de abusar de criança de 10 anos - Imagem do Canva
Polícia Civil de Goiás investiga venezuelano suspeito de abusar de criança de 10 anos – Imagem do Canva

A condição de vida certamente não é das melhores, pois os venezuelanos se abrigaram no Brasil sem nenhum tipo de planejamento. Apenas fugiram do seu país devido à situação caótica que lá estava instalada. Mas a maioria chegou aqui em situação de miséria, para viver como pedintes nas ruas. Trata-se acima de tudo de uma tragédia humanitária que não parece incomodar os governantes, nem os brasileiros e tampouco os venezuelanos. E o resultado tem sido esse: mais feridas abertas nos direitos que são comuns a todos os seres humanos.

A vítima confirmou os abusos

De acordo com o Conselho Tutelar de Anápolis, a vítima confirmou em depoimento todas as acusações contra o suposto agressor. Disse que é abusada pelo homem e que é obrigada por ele a pedir esmola. Ainda conforme o Conselho Tutelar, a menina parecia bastante abalada com a situação e pedia insistentemente que não a deixassem voltar para casa.

A Polícia Civil de Goiás vai continuar as investigações a fim de colher provas que possam efetivamente incriminar o suspeito. Em seguida a denúncia chegará à justiça para que haja o julgamento do mesmo pelos crimes cometidos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais