Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Renan alega ser intimidado e vai deixar Bragança após acontecimento motociclista atropelado

Jogador de 20 anos está em liberdade condicional após pagar R$ 242 mil de fiança

São José dos Campos, 26 de julho de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – O zagueiro Renan, do Red Bull Bragantino, vai deixar a cidade de Bragança Paulista. Isso porque a defesa do atleta de 20 anos alega que ele vem sofrendo ameaças de morte até mesmo do lado de fora de seu condomínio.

Inicialmente, Renan foi preso na manhã de sábado (23) após atropelar e matar um entregador que ia trabalhar com sua moto. O acidente aconteceu em uma estrada vicinal de Bragança Paulista.

No entanto, o jogador se recusou a fazer o teste de bafômetro, autuado em flagrante. Com isso, passou a noite preso na cadeia de Piracaia, cidade vizinha. Mas pagou fiança de R$ 242 mil e vai responder em liberdade por homicídio culposo. E o Diario Sp vai falar um pouco mais sobre o assunto.

Embora inicialmente responda por homicídio culposo, ele ainda pode ser acusado por homicídio doloso. Neste último caso, seria como se tivesse intenção de matar. E a pena poderá passar dos 20 anos de prisão.

Renan foi orientado a não fazer teste

Durante a abordagem policial, após o acidente, o jogador do time de Bragança se recusou a fazer o teste do bafômetro. Depois, na delegacia, novamente se recusou, após orientação de seu advogado. Contudo, quatro horas depois, o atleta fez um exame de sangue e, através dele, não se constatou a embriaguez. Ainda assim, ele segue sendo processado.

Na oportunidade, o entregador que morreu era casado, pai de duas filhas e torcedor do Palmeiras. Aliás, Renan ainda pertence ao clube da Capital Paulista. Todavia, apesar do contrato com o Verdão até o final de 2025, ele estava emprestado desde fevereiro ao Red Bull Bragantino, para a disputa do Campeonato Brasileiro.

Renan alega sofrer ameaças e vai deixar Bragança após matar motociclista atropelado. Foto: Reprodução Instagram
Renan alega sofrer ameaças e vai deixar Bragança após matar motociclista atropelado. Foto: Reprodução Instagram

 

Agora, com o acidente que vitimou uma pessoa e com a acusação de embriaguez do atleta, os dois clubes trabalham para rescindir o contrato com Renan. No início do ano, ele ainda estava na equipe palmeirense. Mas ficou de fora da lista final do técnico Abel Ferreira para disputar o Mundial de Clubes no Catar. Na oportunidade, o Palmeiras foi vice-campeão.

Ameaças ao atleta e aos familiares

Apesar da obrigatoriedade em se manter no mesmo endereço por causa do processo, o jogador vai se mudar. Assim, a defesa do atleta ressalta que as ameaças acontecem até mesmo pelas redes sociais. Inclusive, ainda segundo a defesa do jogador do Bragantino, até os familiares dele estariam sofrendo ameaças.

Segundo informações da imprensa, o valor do que Renan pagou pela fiança equivale a três vezes o valor do salário dele na equipe de Bragança. No acidente, Renan dirigia seu carro, um Honda Civc. Enquanto isso, a vítima estava em uma moto Honda CG 160.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais