Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Ronaldo Caiado sanciona lei que cria política de incentivo para indústria têxtil em Goiás

A lei visa fomentar o mercado e promover o crescimento do setor

Goiânia, 13 de julho de 2022, por Mário Lobo – O Governador de Goiás, Ronaldo Caiado, sancionou hoje a Lei Estadual 21.494 que versa sobre incentivos para a indústria têxtil. A discussão do projeto fluiu tranquilamente no legislativo. Portanto, a Assembleia Legislativa o aprovou e ficou aguardando apenas a sanção do governador para que ela começasse a produzir efeitos legais. A nova legislação já passa a valer imediatamente, pois o texto fala expressamente que ela entra em vigor na data da sua publicação.

A indústria têxtil possui forte representatividade no Brasil e em Goiás não é diferente. O estado já teve a segunda maior produção têxtil do Brasil, mas hoje se encontra na sexta colocação. Não é uma posição ruim, mas o governo do estado entende que pode melhorar. Essa foi a justificativa do Deputado Estadual Bruno Peixoto ao elaborar esse projeto de lei. A ideia é fomentar o setor para que a atividade se desenvolva ainda mais em Goiás. Veja detalhes aqui, no Diário SP.

Geração de emprego e aumento de renda com o impulsionamento da indústria têxtil

A avaliação da administração pública em Goiás é de que fortalecer a indústria têxtil é trabalhar para a geração de emprego e o aumento da renda da população. E não há quem duvide disso, pois uma indústria forte de fato tem o poder de promover esses avanços. A equação é simples: a indústria produz mais, aumenta as vendas e multiplica os lucros. Para continuar suprindo as necessidades da produção, contrata mais mão de obra. E assim a economia se fortalece e o estado também ganha.

Ronaldo Caiado sanciona lei que cria política de incentivo para indústria têxtil em Goiás - Imagem do Instagram de Ronaldo Caiado
Ronaldo Caiado sanciona lei que cria política de incentivo para indústria têxtil em Goiás – Imagem do Instagram de Ronaldo Caiado

Mas para tornar isso possível o estado tem que assumir responsabilidades. Primeiramente tem que criar mecanismos para que a indústria têxtil se desenvolva de maneira sustentável, garantindo o seu espaço no mercado. Conseguindo isso, tudo o mais virá como consequência. E é isso o que a nova lei busca tornar possível. Ela regulamenta as ações que o estado de Goiás deve praticar para impulsionar o desenvolvimento dessa indústria.

Uso de tecnologias avançadas para a produção e financiamento do setor

Ao criar o projeto de lei da indústria têxtil o Deputado Bruno Peixoto lançou vistas à necessidade do uso de novas tecnologias para a produção. E traduziu isso na responsabilidade do estado em “destinar recursos específicos para o desenvolvimento e a pesquisa de novas técnicas para o aprimoramento das fábricas nos principais polos do estado”. Em termos gerais, a lei passou a determinar ao estado que invista tempo e dinheiro no aperfeiçoamento das técnicas de produção têxtil no Brasil.

Por fim, também gostaríamos de citar o fato de que o estado proponha às instituições bancárias oficiais “a criação de linhas de crédito especiais para subsidiar as atividades industriais”. Com isso cria um mecanismo de financiamento para o setor.

A análise geral é de que a lei é um avanço para a indústria têxtil. Haverão ganhos para todos os envolvidos no processo, pois trata-se do crescimento econômico de Goiás. Portanto, essa lei, se devidamente colocada em prática, será um avanço para a produção têxtil no estado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais