Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

São Paulo inicia vacinação da 4ª dose a pessoas com 30 anos

Imunização começa nesta segunda-feira na capital paulista

São José dos Campos, 24 de julho de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – São Paulo inicia nesta segunda-feira (25) a imunização da quarta dose da vacina contra a Covid-19 para pessoas de até 30 anos.

Desta maneira, mais um grupo vacinável terá a chance de tomar o que se chama de segundo reforço contra o novo Coronavírus. No entanto, os profissionais de saúde só podem vacinar aqueles que tomaram a terceira dose da Covid-19 há, pelo menos, quatro meses.

Isso porque, segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e a OMS (Organização Mundial de Saúde) esse prazo é essencial para que o imunizante faça efeito. E o Diario Sp falará um pouco mais sobre o assunto.

Com essa nova liberação, a prefeitura espera imunizar mais de 515 mil moradores de São Paulo. Assim, essas pessoas se tornam elegíveis para a imunização.

Estrutura para vacina contra a Covid-19

Segundo a prefeitura de São Paulo, a capital paulista conta atualmente com 470 locais de UBS (Unidade Básica de Saúde) aptas para aplicar a vacina contra a Covid-19 de forma gratuita na cidade.

Além disso, a cidade tem mais 17 SAEs (Serviço de Atenção Especializada) 3 CSs (Centro de Saúde) e mais dois dos chamados megapostos para a aplicação do imunizante.

Agora, a principal perspectiva da Secretaria de Saúde é ampliar ainda mais a quantidade de pessoas imunizadas. Com isso, diminuirá o risco de internação e, principalmente, de mortes pela Covid-19.

São Paulo inicia vacinação da 4ª dose a pessoas com 30 anos. Foto: Canva
São Paulo inicia vacinação da 4ª dose a pessoas com 30 anos. Foto: Canva

 

Atualmente, o Brasil já perdeu mais de 670 mil pessoas em dois anos e meio por causa do novo coronavírus. Com isso, quanto maior o número pessoas imunizadas, menor será o perigo de morte.

Com o avanço da vacinação, o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB) e o secretário de Saúde, Luiz Carlos Zamarco, esperam justamente ampliar essa imunização. Consequentemente, aguardam uma queda nos casos e mortes da doença na capital paulista.

Pandemia mudou hábitos da população

Em março de 2020, a OMS (Organização Mundial da Saúde), decretou que a Covid-19 se tornou uma pandemia. Desde então, o mundo iniciou uma corrida por remédios e vacinas contra a doença. Assim, a Coronavac, da fabricante chinesa Sinovac, foi o primeiro imunizante a funcionar. Depois, surgiram outras marcas de vacina contra o novo coronavírus.

Então, no final de 2020, o Instituto Butantan, de São Paulo, adquiriu as primeiras doses de vacina. No entanto, elas foram para o Ministério da Saúde, no programa nacional de imunização.

E, a partir de janeiro de 2021, começou a vacinação em massa no país, por idades. Então, os idosos foram os primeiros a receber. Recentemente, a Anvisa também liberou a Coronavac para crianças entre 3 e 5 anos, ampliando a idade das pessoas vacináveis contra a Covid-19.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais