Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

São Paulo tem a cesta básica mais cara do país, diz Dieese

Dados foram divulgados na pesquisa mensal desta quarta-feira

São José dos Campos-SP, 6 de julho de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – A Cesta Básica na cidade de São Paulo é a mais cara do país e está em R$ 777, 01 em junho. Isso de acordo com os dados divulgados nesta quarta-feira (6), pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Assim, a entidade de classe realiza mensalmente essa pesquisa entre as principais capitais brasileiras. Desta vez, se constatou que os paulistanos estão pagando os valores mais altos pelos produtos alimentícios básicos.

Ainda assim, a maior alta percentual de aumento em junho, em comparação com o mesmo período em maio, não foi em São Paulo. Afinal de contas, Fortaleza teve a maior variação, chegando aos 4,54% no período.

Em seguida, segundo o Dieese, Natal, no Rio Grande do Norte, teve aumento de 4,33%, enquanto João Pessoa, na Paraíba, teve aumento da cesta básica em 3,36% no período.

Por outro lado, Porto Alegre teve recuo de 1,90% no valor total da cesta em junho, enquanto Curitiba teve recuo de 1,74% e Florianópolis chegou a -1,54% entre maio e junho. Todos os dados estão no site oficial do Dieese.

Números absolutos

Apesar da queda nestas cidades, os preços da cesta básica nestas regiões continua alto. Depois de São Paulo, Florianópolis ainda tem a segunda cesta básica mais cara do país, com R$ 760,41.

Enquanto isso, a capital gaúcha tem a terceira cesta mais cara, com valor de R$ 754,19. Já o Rio de Janeiro tem cesta a R$ 733,14.

No entanto, segundo a pesquisa do Dieese, nas cidades da região nordeste, a cesta básica tem composição diferente de alguns produtos. Por isso, os valores se apresentam também menores do que os estados do Centro-Sul do país.

São Paulo tem a cesta básica mais cara do país, diz Dieese. Foto: Canva
São Paulo tem a cesta básica mais cara do país, diz Dieese. Foto: Canva

 

Por exemplo, Aracaju, capital de Sergipe, teve o menor valor da cesta básica em junho deste ano, com preço de R$ 549,91. Em seguida, aparecem Salvador, com R$ 580,82 e João Pessoa, onde a cesta teve registro de R$ 586,73 no período analisado pelo Dieese.

Salário mínimo ideal

Além disso, todos os meses a entidade de classe divulga o valor do salário mínimo para uma família padrão, de quatro pessoas. Segundo o Dieese, atualmente esse valor deveria ficar em R$ 6.535,40. No entanto, o valor do salário mínimo base do Brasil, atualmente, está em R$ 1.212. Ou seja, como mostra esta matéria no Diáriosp valor está cinco vezes menor do que o necessário.

Por fim, se vale como comparação, no mês passado, junho, o valor ideal da cesta básica para uma família era de R$ 5.421,84. Então, em 30 dias, a necessidade de aumento foi de R$ 1.100. Isso por conta do aumento dos preços dos produtos nas prateleiras. Isso afeta, principalmente, as classes mais baixas da população brasileira e, naturalmente, a paulista também.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais