Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Varíola dos Macacos já tem 127 casos em São Paulo e estado cria comitê

Agora, nove profissionais do Instituto Butantã vão monitorar a doença

São José dos Campos, 08 de julho de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – O governo do estado de São Paulo criou um comitê para acompanhar os casos registrados de varíola do macaco. Então, nomeou nove profissionais da área. Desta forma, eles vão observar e trabalhar na tentativa de conter o avanço da doença.

Além disso, o Instituto Butantã cogita desenvolver uma vacina específica para a doença. Aliás, já na década de 1970, o mesmo instituto fez o imunizante para a varíola humana. No entanto, a primeira doença foi mais grave e letal. Inclusive, os nove profissionais que o governo convocou são ligados ao instituto e também à Fundação Butantã.

Atualmente, os novos casos da doença apresentam sintomas leves. Inclusive, não se registrou mortes por conta da varíola dos macacos. Entretanto, os pacientes ficam isolados e alguns chegam a ser internados.

Quantidade de casos da varíola do macaca no estado

Atualmente, o estado de São Paulo já registrou 127 notificações de varíola do macaco. No entanto, 107 deles são na cidade de São Paulo, enquanto o restante foi no interior.

Assim, o caso mais recente foi anunciado na quarta-feira (7). Então, se trata de um paciente de São José dos Campos, na região do Vale do Paraíba.

Segundo o governo de São Paulo, todos os pacientes são devidamente monitorados e apresentam boa evolução. Outra informação é que a maioria dessas pessoas que contraiu a varíola, viajou para fora do país nos últimos meses.

No momento, a doença vem se espalhando principalmente pela Europa. Desse modo, gera preocupação nas autoridades. Contudo, a OMS (Organização Mundial de Saúde), ainda estuda a possibilidade de se acionar um estado de emergência para conter a doença.

A organização também ainda descarta a possibilidade de se decretar uma nova pandemia, como acontece com a Covid-19. Neste caso, já dura mais de 2 anos e deixou mais de 30 milhões de mortos. Isso considerando todo esse período.

Varíola dos Macacos já tem 127 casos em São Paulo e estado cria comitê. Foto: Canva
Varíola dos Macacos já tem 127 casos em São Paulo e estado cria comitê. Foto: Canva

Como evitar o contágio

Segundo os especialistas, para evitar o contágio, é importante manter o distanciamento das pessoas contaminadas. Neste caso, deve-se evitar também o contato com as feridas das peles.

Por isso, a relação íntima e sexual pode ser um importante propulsor para a contaminação com a varíola dos macacos. Os especialistas também orientam sobre os cuidados. Então, devemos usar toalhas de banho, roupas de cama, pratos e talheres separados de quem tem a doença. Assim, também minimizará o risco de contágio.

Enquanto isso, a varíola humana matou cerca de 60% dos infectados. Mas, apenas quando não havia vacina. Depois, a OMS anunciou a erradicação da doença.

Por fim, o Diário Sp lembra que o Brasil não tem registro da varíola humana desde 1980. Isso por conta de uma forte campanha de vacinação, que imunizou a população e evitou a circulação do vírus.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais