Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Varíola dos macacos: novas informações sobre o caso; saiba detalhes

Estado de Mato Grosso é um dos poucos ainda sem registros de contaminação pela varíola dos macacos

Nova Mutum, 27 de julho de 2022, por Camila Vicente – Hoje falaremos sobre a varíola dos macacos. A saber, a Organização Mundial de Saúde declarou neste sábado (23), emergência de saúde global para a doença.

Conforme apurado pelo Diario Sp, a varíola é um vírus que infecta macacos e humanos. Ademais, uma pessoa pode pegar a doença pelo contato com gotículas expelidas por alguém contaminado, pelo trito com lesões na pele, por materiais contaminados, roupas e lençóis. O período de incubação é de 13 dias, mas pode variar de cinco à 21 dias. Por isso uma pessoa com o vírus deve ficar em observação por tanto tempo.

Casos recentes de varíola dos macacos

É importante mencionar o recente dado de contaminação nos Estados Unidos, que pela primeira vez, registrou dois quadros da varíola dos macacos em crianças. Assim, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças comunicou essa informação de contágio em crianças na última sexta-feira (22) e no sábado (23). A OMS já declarou a doença como de emergência pública.

Cabe informar que a primeira criança diagnosticada é da Califórnia e a outra é um bebê. A família teve a confirmação da doença durante viagem a Washington. Embora as informações sejam de que a varíola dos macacos é uma doença sexualmente transmissível, as duas crianças foram contaminadas de forma doméstica.

Na grande maioria, os registros são de homens que fazem sexo com outros homens, a chamada comunidade HSH. No entanto, as autoridades também enfatizam que o vírus pode contaminar de outras formas. Por exemplo, pelo contato de pele com alguém portador do vírus. Acredita-se que a tosse, o suor e até mesmo o atrito entre duas pessoas contribui para o contágio.

Organização Mundial da Saúde declara varíola dos macacos como emergência global

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, anunciou estado de emergência de saúde global para a varíola dos macacos. O mesmo alega ser possível controlar o surto e parar a transmissão.

As informações são de mais de 72 países com casos notificados, e as contaminações são superiores a 16 mil. Um dado importante a mencionar é que o Brasil está entre os que têm maiores números. O comitê da OMS se reuniu para análise, e depois, votaram para declaração de risco global. No mundo, são mais de 14 mil, e no Brasil, os dados apontam mais de 607 casos em um período curto. Destes registrados, a maioria deles estão concentrados em São Paulo.

No Rio de Janeiro, o índice é superior a 86, em Minas Gerais 33, no Distrito Federal 12, Paraná com 10, Goiás com 8 e Bahia com 5. Assim, há também outros estados com uma quantidade inferior.

Varíola dos macacos e o Estado de Mato Grosso

Por fim, de todos os estados com registros da varíola, o estado de Mato Grosso ainda não teve nenhum contágio. Embora haja suspeita, a possibilidade da doença foi descartada e outras pessoas ainda estão em observação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais