Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Bolsonaro participa de Marcha para Jesus, ignora Ribeiro e diz que acabou com corrupção

No mesmo dia, Lula também discursou no ABC e criticou a classe empresarial

São José dos Campos, 09 de julho de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) participou da Marcha para Jesus na manhã deste sábado (09), em São Paulo. Por lá, discursou sobre valores familiares e disse que, durante o seu Governo, acabou com a palavra ‘corrupção’.

Bolsonaro deu essas declarações em poucos minutos, durante a concentração para o evento religioso na capital paulista. Entretanto, o presidente, que já está em pré-campanha para a reeleição, ignorou as denúncias contra o ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro. Então, ele chegou a ser preso há duas semanas pela PF (Polícia Federal), acusado justamente por corrupção.

Na oportunidade, Bolsonaro disse que ‘exagerou’ ao dizer anteriormente que ‘botava a mão no fogo’ por Milton Ribeiro. Depois, Bolsonaro disse ainda que está com a ‘consciência tranquila’, em relação a tudo o que vem acontecendo no governo. Segundo ele, acabar com a corrupção é uma ‘obrigação’ e não apenas uma ‘virtude’. O Diario Sp acompanha a movimentação dos principais pré-candidatos e sempre de maneira isenta.

Nós contra eles de Bolsonaro

Além disso, o presidente da República usou o tom do ‘nós contra eles’ e disse que vive uma luta do ‘bem contra o mal’ durante essa corrida eleitoral. Atualmente, ele aparece em segundo lugar nas principais pesquisas de opinião pública, atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Aliás, Lula também participou de outro evento neste sábado, em clima pré-eleitoral.

Enquanto isso, Bolsonaro ressaltou em seu discurso que o Brasil é um país essencialmente cristão. Depois, afirmou ainda que defende a vida desde a ‘concepção’ e novamente se mostrou contrário à identidade de gênero.

Desse modo, o presidente manteve a linha de discurso voltado para os seus eleitores mais conservadores, que o ajudaram a se eleger em 2018.

Após o primeiro discurso, Bolsonaro ainda falou durante a Marcha para Jesus e voltou a criticar os regimes de esquerda. Segundo o presidente, o brasileiro não merece enfrentar as ‘dores do socialismo’.

Então, ele citou os países vizinhos Argentina, Chile e Colômbia. No entanto, o Chile e a Colômbia vivem governo de esquerda recentemente. Até ano passado, os chilenos tinham Sebastian Piñera, conservador, como presidente.

Por sua vez, a Colômbia tinha o também direitista Ivan Duque no poder, mas o partido dele perdeu a eleição no mês passado. Já a Argentina está com um governo progressista desde 2019, quando elegeu Alberto Fernández.

Lula faz discurso no ABC

Durante esse tempo, Lula também esteve na Grande São Paulo, onde fez discurso em Diadema. Ao lado dele, esteve o pré-candidato ao governo do estado. Fernando Haddad, também do PT. E o vice de Lula, Geraldo Alckmin, do PSDB. E o ex-presidente, em seu discurso, criticou a classe empresarial do Brasil. Assim, voltou a defender os programas sociais voltados para as pessoas de baixa renda.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais