Notícias

Eleições: 47% não votariam em Bolsonaro de jeito nenhum, diz Ipec; Lula tem 41% de rejeição

São José dos Campos-SP, 24 de outubro de 2022, por Marcos Eduardo Carvalho – Pesquisa divulgada pelo Instituto Ipec na noite desta segunda-feira (24) mostra que 47% dos eleitores não votariam em Jair Bolsonaro (PL) de jeito nenhum no segundo turno das eleições. Por sua vez, outros 41% não votariam de jeito nenhum em Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Segundo o Ipec, em comparação com a pesquisa que divulgou na semana passada, houve estabilidade. Isso porque na oportunidade 46% disseram não votar de jeito nenhum em Bolsonaro nas eleições e os mesmos 41% não votariam em Lula.

De acordo com o instituto, a margem de erros é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. E o Diariosp vai falar um pouco mais sobre o assunto.

Outros números da pesquisa sobre eleições

Ainda nesta pesquisa, o Ipec mostra que 44% dos eleitores com certeza votariam no candidato do PT, enquanto 10% disseram que poderiam votar e outros 3% disseram não o conhecer suficientemente. Por fim, 1% não sabe ou não quis responder.

Eleições: 47% não votariam em Bolsonaro de jeito nenhum, diz Ipec; Lula tem 41% de rejeição. Foto: Canva
Eleições: 47% não votariam em Bolsonaro de jeito nenhum, diz Ipec; Lula tem 41% de rejeição. Foto: Canva

Enquanto isso, outros 39% das pessoas consultadas disseram que votariam com certeza em Jair Bolsonaro. Outros 8% disseram quem poderiam votar nele nessas eleições, 4% não o conhecem o suficiente e 1% não sabe ou não respondeu.

Durante o levantamento, o Ipec ouviu 3.008 eleitores espalhados por 183 cidades brasileiras. Além disso, os dados foram coletados entre os dias 22 e 24 de outubro. O grau de confiança da pesquisa é de 95%.

Rejeição por regiões

Ainda na pesquisa divulgada nesta segunda, o Ipec mostra que a maior rejeição de Jair Bolsonaro está no Nordeste, onde 64% das pessoas afirmaram não votar no atual presidente de jeito nenhum. Em seguida, os que compõem a renda dos que ganham até um salário mínimo são os segundos que mais rejeitam, chegando a 57%.

Já os jovens entre 16 a 24 não são os terceiros que mais rejeitam Bolsonaro: 54%. Mas os que recebem benefícios ou vivem como beneficiários também somam 54% de rejeição.

Agora, o grupo dos que ganham mais de cinco salários mínimos também são os que mais rejeitam Lula: 58% dos entrevistados visando as eleições. Em seguida, os evangélicos, com 55%, são os segundos que mais rejeitam Lula nas eleições.

Além disso, as pessoas que moram na região Sul, com 51%, e com nível superior, 50%, são os demais que também rejeitam o nome de Lula para a presidência.

Por fim, o segundo turno das eleições acontece no próximo domingo, dia 30 de outubro, em todas as cidades brasileiras no que se refere à presidência. O período oficial de votação é das 8h às 17h, pelo horário de Brasília. Alguns estados também terão eleições para governadores, no caso, 12 no total, além de oito cidades que terão novos prefeitos, mas com cargo para apenas mais dois anos.

 

Marcos Eduardo

Marcos Eduardo Carvalho, nascido em São José dos Campos, jornalista formado em 1999 pela Unitau (Universidade de Taubaté). Também é editor de Esportes no jornal OVALE editor no Manezinho News. Ex-professor da rede pública em SP, hoje também é produtor de conteúdos no blog Diariosp

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo