Diário Supremo
O seu site do dia a dia!

Região do Sul e Centro-Oeste tem aumento de furto famélico; saiba mais detalhes

Chegada da pandemia pode ter intensificado os índices de desemprego e por consequência o aumento nos casos de furto famélico

Nova Mutum, dia 15 de julho de 2022 por Camila Vicente – Hoje iremos falar sobre o furto famélico, seu conceito, e motivos. Além disso, também trataremos sobre outras nuances em torno do tema.

A saber, o furto famélico tem esse nome por ser cometido por pessoa que furta comida. Assim, também pode se da quando uma pessoa furta medicamentos ou algum outro item que seja imprescindível para sua sobrevivência. E o Diario SP irá falar um pouco mais sobre o assunto.

Casos de furto famélico em todo o Brasil

Segundo dados do STF, mais de três mil ações que abarrotam o judiciário, trata-se de furto de comida e itens de necessidade. Assim, um exemplo deste dado é o evento que ocorreu em Santa Catarina, onde uma mãe com dois filhos pequenos, furtou R$38,00 (trinta e oito) reais em comida de um supermercado. Logo após a apreensão, todas as mercadorias foram devolvidas.

No mesmo sentido, na Bahia, um casal tentou furtar um conjunto de roupa infantil, sabonete, um pacote de macarrão e um chinelo. O valor total destes produtos soma R$ 150,00 (cento e cinquenta reais). Torna-se assim uma prova do quão crítico está a vida das famílias brasileiras.

Outro caso marcante no Brasil, ocorreu no Rio de Janeiro, onde uma mãe de cinco crianças furtou dois pacotes de miojo e uma garrafa de coca no supermercado.

Um caso triste foi em Fortaleza. A saber, um caminhão de lixo que passou no supermercado no bairro Cocó para recolher os dejetos descartados pelo mercado é visto com várias pessoas recolhendo os restos de comida de dentro do caminhão. 

Incidência do furto famélico no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul

De fato, com a chegada da pandemia do Covid-19, os registros mostram um recorde no ano de 2021 e 2022 dentro do estado de MT e MT do Sul. Assim, na maioria dos furtos, as pessoas estão em busca de comida. Muitas ocorrências envolvem furtos de pescoço de frango, coração bovino, charque e coxão duro.

É um exemplo desta situação o caso da mãe com um bebe de cinco meses ainda em amamentação, foi presa por furtar carne e alguns produtos de extrema necessidade em uma cidade no interior de Mato Grosso.

Repercutiu nos últimos meses, um caso que ocorre há mais de dez anos na cidade de Cuiabá. Um açougue distribui pedaços de ossos e retalhos de carnes. A saber, a situação repercutiu só agora porque tem formado filas e a distribuição ocorre três vezes na semana.

Objetivo do furto famélico

Conforme apurado, o furto famélico tem como objetivo o furto que é a subtração de coisa alheia móvel. Normalmente trata-se de alimentos, mas também ocorre quando se trata de algum medicamento. Assim, a principal finalidade é saciar fome própria ou de terceiro (seus entes queridos).

Veja a matéria por completo:

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Ler mais